Transplante de fígado

Um diagnóstico de hepatite C pode vir como um choque para muitas pessoas. Como o vírus causa poucos sintomas físicos, muitas vezes passa despercebido durante anos ou mesmo décadas, o que pode levar a cirrose (cicatrização do fígado), falha hepática ou até mesmo câncer hepático.

“O dano hepático, particularmente a cirrose, ocorre durante algumas décadas”, explica Andrew Muir, MD, chefe da divisão de gastroenterologia da Duke University em Durham, Carolina do Norte. Enquanto muitas pessoas com hepatite C podem ser tratadas com medicamentos antivirais de ação direta (DAA), algumas, incluindo aquelas que sofreram danos hepáticos por cirrose ou desenvolveram câncer hepático, também podem precisar de um transplante de fígado.

“O segredo é separar a presença do vírus e o quão doente o fígado está”, diz o Dr. Muir. “Temos que perguntar: ‘Este fígado está tão danificado que o paciente não se sentirá melhor com outros tratamentos? A qualidade de vida dele ou dela será drasticamente afetada sem um transplante? Ou, pior ainda, ‘Será que eles poderão morrer se não receberem um transplante? Queremos sempre primeiro tentar tratar o paciente antes de seguir a via do transplante”.

O que saber sobre transplantes de fígado

As pessoas que são candidatas a um transplante de fígado são primeiramente encaminhadas a um centro de transplante de fígado para avaliação posterior. Lá, os médicos realizam testes como teste de estresse, triagem de câncer e triagem de saúde mental para determinar se o candidato pode lidar com o estresse de um transplante de órgão.

“Precisamos saber se um paciente é emocional e mentalmente estável o suficiente para se submeter a uma grande cirurgia como um transplante de fígado”, diz Muir, acrescentando que os médicos também querem saber se seus pacientes têm o apoio de amigos e familiares. “Eles certamente não podem fazer isto sozinhos”, diz ele.

Os médicos também querem determinar se as pessoas têm força física suficiente para se submeterem ao procedimento.

Quando uma pessoa “passa” nestes exames, ela é colocada na lista de transplantes de fígado.

Tratamento da Hepatite C após um transplante de fígado

Um transplante de fígado pode salvar a vida de uma pessoa, mas não cura a hepatite C. A Hepatite C pode ser curada com DAA. Christine Durand, MD, especialista em transplantes e doenças infecciosas da Universidade Johns Hopkins em Baltimore, refere-se a estes medicamentos como um jogo de mudança.

Estes medicamentos tratam o vírus em si e reduzem a necessidade de transplantes de fígado: Um estudo publicado em março de 2017 na revista Hepatology constatou que desde a introdução dos DAAs, houve uma redução de 30% nas pessoas nas listas de espera para transplante de fígado. Eles também podem permitir que as pessoas recebam mais rapidamente novos fígados com hepatite C positiva, diminuindo o tempo que passam esperando por um novo órgão.

Este aumento dos órgãos hepatite C-positivos, que estão sendo utilizados em transplantes, aumentou durante a epidemia de opiáceos, explica o Dr. Durand. (Pessoas que compartilham equipamentos de drogas intravenosas podem transferir o vírus umas para as outras, de acordo com o Instituto Nacional sobre Abuso de Drogas).

“Há dez anos, não podíamos realizar um transplante de órgão com um órgão positivo para HCV para um paciente com HCV negativo”, diz Durand. “Isso só foi realizado como última opção, para salvar a vida de uma pessoa”.

Mas agora, graças a esses medicamentos antivirais, os médicos podem fazer transplantes de fígado de pessoas com HCV-negativo usando órgãos HVC-positivos e depois tratar o vírus após a cirurgia. A estratégia está funcionando: Um estudo publicado em julho de 2020 no The American Journal of Gastroenterology descobriu que “os receptores de HCV-negativos que receberam enxertos hepáticos positivos para o HCV tiveram excelentes resultados de sobrevivência de um ano”.

“Os resultados dos transplantes hepáticos estão melhorando em geral”, diz Durand. “A perspectiva é esperançosa para todos os pacientes que necessitam de um transplante hepático”.

Referências

Everydayhealth.com | What to Know if You Need a Liver Transplant for Hepatitis C

Última atualização em

RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES
Cuide da sua saúde.
Receba nossos novos artigos em seu e-mail e fique sempre informado!

Comente