Cogumelo do sol

Dificilmente alguém nunca ouviu falar sobre o Cogumelo do Sol. Anunciado em propagandas e programas da televisão, o Cogumelo do Sol é nativo do Brasil, e não do Japão, apesar deste último cultivá-lo amplamente. Apesar do alimento de sabor adocicado ser bastante utilizado na medicina natural e na culinária, os benefícios do produto são um enigma para muita gente. Afinal, o Cogumelo do Sol funciona?

Diversas pesquisas realizadas no Brasil, Estados Unidos e Japão apontaram que o Cogumelo do Sol (Agaricus blazei Murill) é fonte de diversas substâncias, como vitaminas do tipo B1 e B2, aminoácidos, niacina, ergosterol, ferro, fósforo, cálcio e proteínas polissacarídeos, como o beta-glucano, sendo que este último é o componente que mais interessou aos pesquisadores, já que ele atua no nosso sistema imunológico. Este elemento contribui ainda para o aumento das nossas defesas naturais, além de proporcionar um efeito anticancerígeno, como o câncer de ovário, o câncer do colo, o câncer dos pulmões, o câncer de mama e o câncer de fígado.

Considerado um alimento que contribui para função de imunidade do nosso corpo, o Cogumelo do Sol tem seus efeitos anticancerígenos garantidos por pesquisas realizadas tanto pela Faculdade de Agricultura da Universidade de Kobe, como pela Escola Médica da Universidade Mie e pelo instituto de instituto de Iwade Fungology. Além disto, foi-se apontado que o Cogumelo do Sol ainda é capaz de ativar o linfócito T, responsável por controlar o nosso sistema de imunidade e por ativar os macrófagos. Efeitos antialérgicos e de aceleração do movimento cardíaco promovidos pelo consumo do Cogumelo do Sol também foram apontados.

cogumelo-do-sol

Indicação do Cogumelo do Sol

O Cogumelo do Sol não apenas é um bom suplemento alimentar, como seu consumo é indicado para casos como:
– Câncer: pois promove efeitos que previnem e controlam os vários tipos de câncer existentes, além de contribuir para a redução dos efeitos negativos da radioterapia e da quimioterapia.

– Doenças do aparelho circulatório: pois ele proporciona um efeito hipotensivo.

– Doenças do aparelho respiratório: pois ajuda no combate de asma e bronquite crônica.

– Doenças do aparelho digestivo: pois contribui para o combate à gastrite crônica, à úlcera gástrica, à úlcera duodenal e à estomatite.

– Lesões cutâneas e pólipos.

Sistema imunológico: pois beneficia as células exterminadoras naturais.

– Aparelho urinário – pois combate a insuficiência renal, a nefrite, a cistite e os problemas da próstata.

– Outras doenças: como o colesterol alto, alergias, a menopausa, o diabetes, a inflamação mamária, a sinusite, a rinite, a bursite e o eczema.

Quando seco, o Cogumelo do Sol apresenta em sua composição:

7,6% de água; 36,7% de proteína; 3,4% de gorduras; 6,8% de fibras; 7,3% de cinza; 38,3% de açúcar; 18,2% de ferro; 939 mg de fósforo em cada 100 g; 41,6% mg de cálcio em cada 100 g; 0,48 mg de vitamina B1 em cada 100 g; 2,84 mg de vitamina B em cada 100 g; 354 mg de ergosterol em cada 100 g; 40,9 mg de niacina em cada 100 g.

cogumelo-do-sol-funciona

Posologia do Cogumelo do Sol

Para cada litro de água, a quantidade de Cogumelo do Sol seco é entre 10 e 40 gramas.

Deve-se amolecer o alimento na água por 5 minutos e, em seguida, acrescentar o restante da água. Após isto, o Cogumelo do Sol deve ser fervido por cerca de uma hora, ou até que o volume reduza para 1/4 da água utilizada. O processo deve ser feito somente em recipientes feitos de vidro, ferro ou ágata, e não devem ser utilizados recipientes feitos de alumínio. Em seguida, o chá do Cogumelo do Sol deve ser colocado em uma garrafa térmica ou geladeira, armazenado em uma jarra de vidro ou de aço, e ingerido entre as principais refeições.

É recomendado que se acrescente entre 5 e 8 gotas de limão, pois isto evita a formação de fenol. Não acrescente açúcar ou adoçante, mas uma pitada de sal pode ser adicionada à mistura. O Cogumelo do Sol utilizado no preparo do chá pode ser armazenado no freezer e utilizado em pratos refogados, legumes, verduras e carnes, já que suas propriedades ainda se mantém ativas.

É recomendado que o tratamento se inicie com 25 gramas por dia, e a melhora deve ser sentida a partir do 10º dia. O tratamento à base de Cogumelo do Sol deve ser feito em um período que varia entre 90 e 180 dias, e deve ser reduzido de maneira gradual a 10 gramas por dia, possibilitando assim que a manutenção seja mantida por um período indeterminado. Para que as propriedades do alimento sejam preservadas, o Cogumelo do Sol deve ser armazenado em um saco plástico bem fechado, em um local seco e fresco, protegido da luz solar direta, ou no freezer.

Contraindicações

Apesar de geralmente não ter o seu consumo contraindicado, eventualmente o Cogumelo do Sol pode causar diarreias temporárias no começo do tratamento. Indivíduos que estão passando por tratamentos pós-transplantes também não devem utilizá-lo.

Formas de Consumir

O consumo diário de Cogumelo de Sol é recomendado em quantidade de 10 gramas. No caso do Cogumelo do Sol em pó, 10 gramas do alimento correspondem a uma colher (sopa) do fungo. Uma porção de 10 gramas de Cogumelo do Sol desidratado corresponde à meia xícara (chá).

A quantidade de 10 gramas Cogumelo do Sol também pode ser misturada alimentos como, por exemplo, banana amassada. Basta amassar a fruta, adicionar uma colher (sopa) de Cogumelo do Sol em pó (10 gramas) e uma colher (sopa) de farinha láctea. Experimente adicionar algumas gotas de limão, pois ele ajuda a fixar o Beta-glucano no nosso organismo.
Como complemento alimentar, o Cogumelo do Sol tem seu consumo recomendado em 40 gramas por dia.

cogumelo-do-sol2

Modo de Utilização

O Cogumelo do Sol reidratado pode ser utilizado em diversos pratos feitos com carnes e legumes, omeletes, saladas, recheios de tortas e pratos que não exigem muito tempo de cozimento. Quando em pó, o Cogumelo do Sol pode ser adicionado em vitaminas, sucos, cremes, leite, caldos e cereais matinais, por exemplo. Quando desidratado e fragmentado, ó Cogumelo do Sol pode ser adicionado em pratos que requerem maior tempo de cozimento, como aqueles preparados em panela de pressão. Nesta condição, o Cogumelo do Sol pode ser acrescentado em pratos como feijão, sopas, molhos e legumes cozidos, além de poder ser batido e adicionado aos sucos de frutas.

Hidratação e Infusão

Para que o Cogumelo do Sol seco seja hidratado, deixe o fungo de molho na água por um período de meia hora, antes do seu preparo. A água usada para a hidratação do fungo pode ainda ser utilizada no preparo de diversos alimentos.

Para se preparar o chá de Cogumelo do Sol, ferva meio litro de água, desligue o fogo e acrescente 50 gramas (ou duas xícaras de café) do Cogumelo do Sol em pó. Em seguida, abafe e aguarde o resfriamento da infusão. Para os casos graves, é indicado o consumo de um copo diariamente. Já nos casos médios, é sugerida a ingestão de meio corpo diariamente, e para a prevenção, uma xícara (café) diariamente.

Cogumelo do Sol Funciona? É bom?
4 (80%) 5 votos

4 COMENTÁRIOS

  1. … e a empresa esta sendo multada por propaganda enganosa!
    hoje em dia as pessoas querem vender de tudo com promessa de curar doenças, querendo se dar bem em cima do sofrimento dos outros. respeitar o ser humano seria bom!

  2. Eu usei a uns anos atrás e para mim foi muito bom me ajudou a levantar de um estado de anemia profunda leucopenia e faria um transfusão de sangue se na próxima consulta não estivesse melhor,E para minha surpresa os exames mostraram que eu estava me recuperando. Fiz todo tratamento e passei mais de 10 anos sem pegar nenhuma gripe
    Eu gostaria de usar de novo estou com os mesmo problema de antes e não consigo vaga para tratamento hospitalar
    Mais o valor e muito alto e hoje não consigo trabalhar para poder comprar.
    Eu super recom8

Comente