Chocolate amargo

O chocolate amargo, ou chocolate preto, além de ser saboroso, também contribui positivamente para a nossa saúde, inclusive no combate ao excesso de peso. Claro, os benefícios do chocolate amargo só podem ser sentidos se você consumi-lo em poucas quantidades.

É importante salientarmos que o chocolate ao leite – aquele tradicional – contém muito açúcar e pouca quantidade de cacau. Portanto, somente o consumo do chocolate amargo traz benefícios para a saúde. Isso não significa que você necessariamente deve abrir mão de degustar o chocolate ao leite, o chocolate branco ou as diversas variedades que são encontradas nos mercados. Desde que isso seja feito ocasionalmente.

Características do Chocolate Amargo

Para um chocolate ser considerado amargo, ele deve apresentar determinadas características, como apresentar pelo menos 50% de cacau na mistura da sua composição. Outra característica do chocolate amargo é que na sua fabricação são utilizados grãos de cacau torrados, uma quantidade bem pequena de açúcar e nem uma gota de leite.

No mercado nós podemos encontrar mais facilmente os chocolates amargos com 60 ou 70% de cacau. Porém, há versões de chocolates amargos que apresentam até 99% de cacau em suas composições! É interessante que você também saiba que quanto maior for o nível de concentração de cacau no chocolate amargo, menos será o teor de açúcar.

Hoje é sabido que o consumo regular e moderado do chocolate amargo contribui para o ganho de energia e também favorece o aprendizado, isso devido ao alto teor de flavonoides presentes nele.

Os Tipos de Chocolate Amargo

O verdadeiro chocolate amargo deve conter apenas massa de cacau, manteiga de cacau, um pouco de açúcar e nada de leite. Entretanto, algumas marcas, talvez para baratear os custos do produto, acrescentam grandes quantidades de açúcar e até mesmo leite, fazendo com que o produto perca um pouco da sua qualidade e, consequentemente, os benefícios do chocolate amargo sejam quase anulados.

Chocolate amargo

O chocolate amargo mais indicado para o consumo diário é o que apresenta 60% ou 70% de cacau em sua composição, segundo pesquisas científicas que estudam os benefícios do chocolate amargo para a nossa saúde. Isso porquê o chocolate amargo com essas porcentagens apresenta pouca quantidade de açúcar e bastante quantidade de antioxidantes.

O Chocolate Amargo e suas Propriedades

Antes de expormos quais são os benefícios do chocolate amargo, é importante que você conheça as suas principais propriedades nutricionais:
– Calorias: 157 kcal
Carboidratos: 8,4 g
Gorduras: 13 g
Proteínas: 1,2 g
– Fibras: 1,6 g

Dentre os benefícios do chocolate amargo, destaca-se o fato dele ser uma excelente fonte de ferro, cobre, magnésio e manganês. A seguir, conheça quais são os diversos benefícios do chocolate amargo para a nossa saúde.

Os Benefícios do Chocolate Amargo

Apesar do chocolate amargo ser um alimento com elevados níveis de calorias e gorduras, o seu consumo regular traz diversos benefícios para a saúde pois, como visto anteriormente, ele é uma ótima fonte de substâncias que contribuem positivamente para o nosso organismo, como os antioxidantes.

Fortalece o Coração e Reduz Chances de AVC

Pesquisadores da Suécia realizaram diversos estudos sobre o consumo do chocolate amargo. Um grupo formado por mais de duas mil mulheres demonstrou que aquelas que consumiram ao menos quarenta e cinco gramas de chocolate amargo por uma semana apresentaram menos probabilidades de um acidente vascular cerebral acontecer. As chances de ocorrer um AVC diminuíram em até 20%!

Também descobriu-se que o consumo do chocolate amargo diminui a pressão arterial, isso devido ao fato de que o cacau é rico em procianidinas e catequinas – dois antioxidantes poderosos que ajudam a inibir uma enzima que eleva a pressão sanguínea.

Chocolate cacau

Dentre os benefícios do chocolate amargo na prevenção do AVC também destaca-se o fato do alimento contribuir para a produção do óxido nítrico, graças à presença de flavonoides na sua composição, ajudando a regular a pressão arterial. O óxido nítrico envia sinais que relaxam as artérias, diminuindo o fluxo do sangue e, consequentemente, a pressão arterial.

O chocolate amargo também ajuda a diminuir o nível de colesterol ruim (LDL) no nosso sangue, fazendo com que o coração fique mais protegido das doenças que costumam afetar esse órgão.

Benefícios do Chocolate Amargo para o Metabolismo

O aumento do metabolismo é um dos maiores benefícios do chocolate amargo, e também um dos mais desconhecidos. O consumo regular de chocolate preto aumenta a quantidade calórica que o nosso organismo usa quando realizamos as diversas atividades diárias. Em outras palavras, o chocolate amargo ajuda a queimar gorduras.

O Journal Of Proteome Research afirmou que as gorduras monoinsaturadas presentes no chocolate amargo são capazes de estimular o organismo na utilização de mais energia, fazendo com que o nosso organismo utilize os estoques de gorduras. Portanto, o consumo de chocolate amargo aliado ao hábito de se manter uma dieta saudável contribui para a perda de peso, pois o nosso corpo fará uso dos estoques de gordura para fornecer energia para as células.

Segundo um estudo que a Universidade Queen Margareth divulgou, o chocolate amargo também é capaz de ajudar o nosso organismo a sintetizar os ácidos graxos, reduzindo a digestão e absorção de carboidratos e gorduras.

O consumo recomendado para que os benefícios do chocolate amargo sejam aproveitados é de dois a três quadradinhos – ou até 30 gramas por dia – de chocolate amargo com teor de 70% de cacau.

Diminuindo a Fome com Chocolate Amargo

Os benefícios do chocolate amargo também contribuem na diminuição da fome. Isso acontece devido ao fato do chocolate amargo retardar a digestão, levando ao aumento da sensação de saciedade e, consequentemente, a nós comermos porções menores nas refeições ao longo do dia.

As substâncias antioxidantes – flavonoides – presentes no chocolate amargo, por sua vez, contribuem para a diminuição da resistência à insulina. Esse fato leva a um maior controle das variações de açúcar na corrente sanguínea, fazendo com que a fome que comumente surge após o consumo de açúcar não aconteça.

A liberação de grelina, fato que também acontece ao consumirmos chocolate amargo, também é diminuída. Porém, há um fator bastante especial nesse processo: Basta sentirmos o aroma do chocolate amargo que a liberação de grelina diminui!

Mas como isso? Bem, segundo uma pesquisa realizada por pesquisadores na Holanda, foram analisados em 12 mulheres os efeitos na circulação sanguínea que os níveis de grelina exercem. Na primeira etapa do estudo, as 12 participantes consumiram 100 gramas de uma mistura que continha 85% de cacau e 12,5 gramas de açúcar, ao longo de 60 minutos. Na segunda fase do estudo, metade das mulheres apenas cheirou o chocolate por 60 minutos enquanto as outras 6 mulheres não fizeram isso.

A parte que cheirou o chocolate apresentou saciedade e redução dos níveis de grelina igual quando haviam consumido o chocolate, na primeira parte do estudo. Já as outras 6 mulheres que não sentiram o aroma do chocolate amargo não tiveram nem seu apetite diminuído, nem seus níveis de grelina. Interessante, não?

O Chocolate e o Bem Estar

Chocolate

Você já deve ter ouvido alguém falar que prefere chocolate do que sexo, certo? Pois é! O chocolate amargo possui substâncias que são capazes de aumentar a nossa sensação de bem estar, melhorando o nosso humor e nos dando mais disposição, sensações que ocorrem – ou deveriam ocorrer – após o sexo.

O consumo de chocolate amargo estimula a liberação de neurotransmissores – responsáveis pela transmissão de sinais entre os neurônios e as células nervosas. Algumas substâncias que contribuem para o nosso bom humor e bem estar são a serotonina, a endorfina, a anandamida e a teobromina.

A endorfina, por exemplo, é responsável pela diminuição da sensação de dor e até mesmo ajuda a reduzir o estresse. Já a serotonina atua como um antidepressivo natural. O chocolate amargo possui triptofano, um tipo de aminoácido que estimula a liberação de serotonina.

O nosso cérebro também produz anandamida, um ácido graxo conhecido como “substância da felicidade”, cujos benefícios contribuem para o combate da depressão e até de dores. Porém, a anandamida produzida naturalmente pelo cérebro tem um efeito curto. O que o chocolate amargo faz é aumentar a concentração dessa substância no nosso cérebro, prologando, portanto, a sensação de bem estar e diminuindo o estresse.

Controlando a Glicose com o Chocolate Amargo

Sim, é possível controlar e estabilizar os níveis de glicose na circulação sanguínea consumindo regularmente o chocolate amargo. Com os níveis de glicose estabilizados, a liberação de insulina em exceço é evitada.

A importância disso está no fato de que a insulina contribui para o surgimento de inflamações e até mesmo acúmulo de gordura abdominal! Esse é um dos benefícios do chocolate amargo mais curiosos. As propriedades do chocolate amargo também ajudam a melhorar a visão, graças à melhora da circulação sanguínea que ele proporciona.

Os Benefícios do Chocolate Amargo no Controle do Colesterol

Como visto anteriormente, o consumo regular de chocolate amargo contribui para o controle dos níveis de colesterol, além de ajudar a proteger o coração. O alto teor de gordura saturada presente no chocolate amargo faz com que ele seja um alimento que deve ser consumido moderadamente. Contudo, hoje sabemos que, apesar de terem fama de vilãs, as gorduras saturadas não são necessariamente prejudiciais para a saúde.

Chocolate amargo é benéfico

A composição do chocolate amargo apresenta três tipos de gorduras – o ácido oleico, o ácido esteárico e o ácido palmítico. O ácido palmítico, apesar de contribuir para o aumento dos níveis de colesterol, quando unido ao ácido oleico e ao ácido esteárico não faz com que os níveis de colesterol ruim (LDL) subam.

O consumo do alto teor de cacau presente no chocolate amargo contribui para o aumento das taxas do colesterol bom (HDL), além de diminuir os níveis do LDL. Isso acontece devido ao fato de substâncias presentes no chocolate amargo – as catequinas – inibirem a oxidação do colesterol ruim, impedindo que o mesmo se deposite nas paredes arteriais e ajudando o organismo a elimininar o LDL.

Antioxidantes do Chocolate Amargo

Ocupando um dos primeiros lugares na lista de alimentos mais antioxidantes, o chocolate amargo, graças ao alto teor de cacau, é um excelente combatente de radicais livres.

O cacau, segundo um estudo que o Chemistry Central Journal publicou, tem mais antioxidantes que o mirtilo e o açaí – conhecidos por serem excelentes antioxidantes naturais. Alguns antioxidantes presentes no chocolate amargo são os flavonóides procianidinas, epicatequinas e catequinas.

Desperte a Inteligência

O aumento do fluxo sanguíneo no cérebro faz com que a gente se sinta mais alerta e desperto, fator que contribui para a melhor aprendizagem, graças aos flavonoides presentes na mistura do chocolate amargo.

Considerações Finais

Apesar dos inúmeros benefícios do chocolate amargo para a nossa saúde, o consumo do alimento deve ser moderado, como qualquer outro alimento. O chocolate amargo é rico em calorias e gorduras saturadas, fato que exige um consumo moderado.

A porção diária de chocolate amargo recomendada é de até 30 gramas. Essa quantidade é suficiente para que você sinta todos os benefícios do chocolate amargo e não engorde!
Uma dieta equilibrada e de baixa calorias, associada à prática regular de atividades físicas, é essencial para que você possa perder peso de maneira saudável. Consumir alimentos que te agradam é importante, desde que com moderação. Escolha um dia da semana para comer coisas que você não tem o hábito de comer ao longo da semana, pratique exercícios físicos, adicione o chocolate amargo na sua rotina e seja feliz!

Benefícios do Chocolate Amargo para a Saúde
5 (100%) 2 votos

Comente